Augusto Rodrigues nasceu em Recife, Pernambuco, em 1913 e morreu em Resende, Rio de Janeiro, em 1993. Foi educador, pintor, desenhista, gravador, ilustrador, caricaturista, fotógrafo e poeta. Trabalhou no ateliê de Percy Lau (1903-1972) e, em 1933, realizou sua primeira exposição individual, em Recife.

Naquele ano, iniciou sua atividade como ilustrador e caricaturista no Diário de Pernambuco. Ao lado de Guignard (1896-1962), Candido Portinari (1903-1962) e outros, expos, em 1934, na Associação dos Artistas Brasileiros, no Rio de Janeiro. Em 1935, transferiu-se para esta cidade e logo se tornou colaborador de jornais e revistas, como O Estado de S. Paulo e O Cruzeiro. Participou da fundação e do planejamento dos jornais Folha Carioca, Diretrizes e Última Hora.

Em 1942, realizou exposição individual, com cerca de cem desenhos, no Museu Nacional de Belas Artes. Com a colaboração de Lúcia Alencastro (1921-1996), Oswaldo Goeldi (1895-1961), Vera Tormenta (1930), Fernando Pamplona e Humberto Branco, fundou a Escolinha de Arte do Brasil, em 1948. Em 1953, participou da 2ª Bienal Internacional de São Paulo e, com Geza Heller (1902-1992) e Marcelo Grassmann (1925), expôs na Petite Galerie e no 2º Salão Nacional de Arte Moderna, em que obteve o prêmio de viagem ao exterior na categoria desenho.

Em 1971, integrou a mostra Panorama do Desenho Brasileiro, organizada pelo Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM/SP), e editou seu primeiro livro de poesias, 27 Poemas. O segundo, A Fé entre os Desencantos, foi publicado em 1980. Em 1989, lançou Largo do Boticário – Em Preto e Branco, com 80 fotografias tiradas no decorrer dos anos.

Depoimentos

Contato

Siga-nos

Nossa Endereço

Rua Duque de Caxias, 649 - CEP: 90010-282, Centro Histórico - Porto Alegre/RS

contato@galeriaespacoculturalduque.com.br