• Daisy Viola; Mulher-casca de vermelho, 2006; Móbile - pintura acrílica e colagem sobre corpo de papel e tecido, 150x80 cm

Em Itinerário de um desejo, ROTH faz uma leitura plástica do poema épico Os Lusíadas (1572), no qual o poeta português Luis Vaz de Camões narra, em dez cantos, a saga do povo português de conquista das tecnologias das navegações e da descoberta do caminho para as Índias pela esquadra de Vasco da Gama, criando um cenário histórico de glórias. Ao tomar por referência o conceito das iluminuras medievais, ROTH cria uma poética visual própria d’Os Lusíadas, em textos de técnica mista (bico de pena e aquarela), que semiotizam o desejo de Camões e do povo lusitano por feitos de bravura. Utiliza-se de figuras de linguagem não verbal como a metonímia (os pés como a mulher desejada) e a metáfora (a mão como despedida) para construir a proposição de Camões que defende a expansão católica e se opõe às armadilhas criadas por Baco, o deus mitológico romano, pela inveja que sente do heroísmo de seu filho Luso, fundador do império lusitano. ROTH emprega signos religiosos, mitológicos, náuticos, antigos e contemporâneos, para traçar o itinerário desses desejos e atualizar essa narrativa em uma linguagem plástica contemporânea.

Désirée Motta Roth – curadora

Depoimentos

Contato

Siga-nos

Nossa Endereço

Rua Duque de Caxias, 649 - CEP: 90010-282, Centro Histórico - Porto Alegre/RS

contato@galeriaespacoculturalduque.com.br